- guia de um ordinário vernáculo -


quarta-feira, 21 de setembro de 2011

DE NOITE

DE NOITE

aqui perto
existe um
saxofonista
que transforma
minhas tardes
minhas noites
minha vida
e traduz
minhas loucuras
em bonita melodia

ontem ele
estava tocando
um jazz lento e triste

hoje ele
percorre notas
alegres e contagiantes



eu

fechei os olhos
e suspirei bem fundo
e
o jazz me acompanhou
profundo

- desconfio que ele também consiga ouvir minha solidão.