- guia de um ordinário vernáculo -


quinta-feira, 1 de julho de 2010

HAVE FUN

HAVE FUN

Bom te ver, menina!
Bom te ver, querida!

Gosto de olhar seus medos,
seus desafios e receios,
seu (des)embaraço
em vencê-los...

Bom viver, menina!
Bom é ver, querida!

Ver que a casca se quebra,
a liberdade liberta,
o desejo desperta,
a felicidade te inquieta...

Bom é viver, querida!
Bom é ser, menina...

Bom é tentar (te) entender,
bom é saber (te) entender,
amiga,
bom é (te) fazer se entender,
te fazer pensar...

Vai ser você mesma,
sem desesperos...

Have fun, querida...
Viva la vida, Bellinha!

01/07/2010

4 comentários:

Bella disse...

Se eu disser que meu olho encheu de lágrimas você acredita?

amei muito,
Bella

DudA Frozen disse...

muito lindo o poema...
a leitura flui e o jogo de palavras é digno de um mestre!

gostei.

beijos

p.S tambem quero um poema feito p mim! hahaha

Mariana disse...

Bom, comentar aqui é mais dificil do que parece. acredito que mereça uma pequena observação sobre o transtorno que eu passei para simplismente dize que esse poema é lindo.
Mas vamos lá.
Eu já te perguntei hoje, mas não custa nada ( na verdade custa, não em dinheiro mas em tempo, mas tudo bem) perguntar outra vez: PORQUE VOCÊ É TÃO INTELIGENTE?

o poema está LINDO.
quando eu crescer juro que quero escrever igual a você!
um ser superior, por conseguir comentar: mariana muniz!

Jaime Piedade Valente disse...

Amo-te
Com pressa
de não acabar o amor.

António Osório

Postar um comentário