- guia de um ordinário vernáculo -


quinta-feira, 22 de outubro de 2009

O RISO DE DEUS

O RISO DE DEUS

Deus deve rir muito da gente.
Não um riso de escárnio: Ele é incapaz disso.
Mas deve rir um riso complacente, um riso de amor,
ternura.

Deus deve rir muito da gente.
Nós fingimos que entendemos muito Dele
e queremos sempre enjaulá-lo,
nós achamos que Ele está só nos altares,
preso nos sacrários,
achamos que Ele realmente se importa com dogmas
e com heresias.

Deus deve rir muito da gente,
essa gente que olha para cima e se
esquece de olhar para os irmãos,
essa gente que olha para cima e não
percebe que Deus está dentro de nós
e em todo lugar...
Nas células e nas pedras,
nas lágrimas e nos risos,
na beleza do comum,
no milagre de mais um dia.

Deus é tão simples!
Deus é vento simples,
gargalhada simples,
palavras simples,
simplesmente espírito.

Deus é tão simples!
Não nos afastemos disso...

Deus é livre e é simples,
Então porque diabos queremos complicá-lo tanto?
Não está preso em um ou em outro,
não vive nos livros...
Vive em nós...

Sim... Deus deve rir muito da gente
e é louco para nos abraçar...


21/10/2009

1 comentários:

clarissa.vob disse...

Eu sempre senti muita vontade de abraçar a Deus. Com a sua devida licença, faço a sua poesia meu abraço.

Sou sua fã, Theus. =*

Postar um comentário